segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Enfim Shakespeare Escreve um diário

Postado por Enfim Shakespeare às 8:30 AM


O sumiço, as vezes necessário para que possamos superar uma decepção, uma perda, ou até mesmo em tempo de decisão, um rumo a seguir um lugar para ir, mudanças... Novos projetos, novas cores as mudanças ocorrem, quando os planos não dão mais certo, ou quando uma peça do quebra-cabeça se perde e não podemos mais prosseguir nesse caminho....

O que foi o amor e o que é o amor, me perguntei isso quando tudo entre nós acabou, mas não sei como eu já superei tudo tão rápido e já amo outro alguém que eu sei que vale a pena, e foi deixando de te amar que eu aprendi a me amar, simples assim? Quem me dera :) Claro que chorei, nunca disse que era de granito, mas sim de vidro frágil e quebradiço, mas a rachadura que você deixou o meu amor próprio já concertou e hoje como ontem e sempre eu estou feliz, e sabe não preciso de ninguém pra me fazer sentir assim.

E quanto ao que eu larguei por causa de você? Bom tem coisas que nós nunca largamos e tem amizades que sabem que a vida tem suas fases e os verdadeiros amigos, estão lá esperando até nós voltarmos a sermos o que eramos, ou melhor do que eramos antes, isso é a vida, nãos e iluda esperando que seja outra coisa, não sonhe que a vida é um livro e suas escolhas irão sempre levar as consequência esperadas, pois não irão mesmo. Mas só não se esqueça de se amar e ser feliz, a felicidade só depende de você!

2 comentários:

Alice Aguiar on 5 de agosto de 2013 12:19 disse...

curti o texto

Silvia Pereira on 5 de agosto de 2013 17:17 disse...

O texto é bem emotivo e as palavras usadas tocaram o meu coração. Gostei muito!
Beijos!

http://pocketlibro.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Obrigada pela visita.

Sempre retribuo os comentários *-*

 

Eu li e Comentei Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos