quarta-feira, 31 de julho de 2013

Cyrano de Bergerac - Edmond Rostand

Postado por Luiz às 4:50 PM 1 comentários Links para esta postagem
Sinopse: Cyrano de Bergerac é uma peça de teatro escrita por Edmond Rostand em forma de versos. A obra é baseada na vida de Hector Savinien de Cyrano de Bergerac.
O livro é em forma de poema com versos rimados e é um dos mais famosos se não o mais famoso livro da literatura francesa.
Cyrano de Bergerac é um herói romântico, que combate a covardia, a estupidez e a mentira. Ele ama sua prima, Roxane, moça inteligente, mas um tanto pedante, que gosta de ser cortejada com palavras bonitas e originais.
O jovem Cristiano também a ama, mas não sabe falar com tamanha inteligência, ao contrário de Cyrano, que tem o dom da palavra. Cyrano, sem esperanças de conquistar a prima, em razão de ser bastante feio (e narigudo, sua principal característica), resolve ajudar Cristiano a conquistá-la através de cartas escritas por ele (Cyrano).
Cyrano ensina a Cristiano observações espirituosas, poesia, e até fala por ele, às escondidas, fazendo com que Roxane o ame. Um terceiro homem, porém, a corteja, o duque de Guiche, que interfere mandando Cristiano e Cyrano para o Cerco de Arras, um violento combate ocorrido nas guerras religiosas da França.
Cyrano continua a escrever cartas a Roxane, em nome de Cristiano, e ela vai ao seu encontro na batalha, encontrando Cristiano agonizante, ferido em combate. Viúva, Roxane recolhe-se a um convento, onde recebia continuamente a visita de Cyrano que ao visitá-la levava as notícias do que ocorria no mundo.
Um dia, Cyrano é mortalmente ferido, mas consegue chegar até a amada, e conta-lhe do sentimento que sempre teve com ela. Roxane chora “um amor duas vezes perdido”, percebendo, no último instante, que amava Cyrano.

Opinião: Um dos melhores livros que li. A história é muito legal, emocionante e apaixonante. Simplesmente "show", vale muito a pena ler este livro, eu indico!
O livro original é em forma de poesia com versos rimados, porém no Brasil consegue-se encontrar tanto versões traduzidas com a obra rimada como em prosa.
Existe alguns filmes sobre a obra. Eu assisti um dos filmes mas só posso dizer que não chega nem aos pés do que é o livro.


Frases Célebres: "No começo me apaixonei por seu rosto, mas depois eu caí de amor pela sua alma."

"Esta é a minha vida. Eu era o inventor de tudo e todo mundo esquecia."

"E no fim... o ferro."

domingo, 28 de julho de 2013

It's Not My Fault I'm Happy - Passion Pit

Postado por Gabriela Aguiar às 10:10 AM 0 comentários Links para esta postagem



Não É Minha Culpa, Eu Sou Feliz

Desculpe eu não ter estado lá
Eu fui amarrado à uma cadeira de balanço
Eu apanhei até virar pasta, balançando para frente e para trás por ai

Se você soubesse, se tivesse visto
Você diria que era a última centelha
Que a minha vida foi presa à uma varanda no litoral

Mas não há, não há, não há, não há, não há
Maneira fácil de dizer-se as coisas que sabe
E corra, corra, corra, corra
Quando eles dizem que pensam que sabem
Exatamente desse jeito

Não é certo, não é certo
Eu sou o único que nos vê brigar?
O que nós somos? Quem são eles?
Quem diz que aqueles bastardos não merecem pagar?
Bom, são os números, são os números, nós não temos nenhuma chance
Então enquanto eles estiverem por aqui você é apenas outra música e dança
Não é justo, não é justo, não é justo, não é justo
Ainda assim eu sou o único que parece se importar.

É engraçado ser engraçado
Te faz sentir feliz
Quando teu passado perdura como nuvens cinzentas fazendo sombras aqui embaixo

Eu poderia viver com muitas preocupações
Eu tiro todas as suas esperanças e anseios
Mas não há lugar nenhum, me leve e me esconda
Das aflições maldosas deles

Eu costumava brilhar, brilhar, brilhar, brilhar, brilhar
Uma vez eu tive uma vida pra mostrar
Um amor que eles conhecem

Eles são lentos, lentos, lentos, lentos, lentos
Tão lentos que nunca saberão
Onde eu vou

Não é certo, não é certo
Eu sou o único que nos vê brigar?
O que nós somos? Quem são eles?
Quem diz que aqueles bastardos não merecem pagar?
Bom, são os números, são os números, nós não temos nenhuma chance
Então enquanto eles estiverem por aqui você é apenas outra alma em uma cama
Não é justo, não é justo, não é justo, não é justo
Ainda assim eu sou o único que parece se importar.

Eu sei que sempre existe alguma coisa
Eu só estou usando o que tenho
Não é minha culpa, sou feliz
Não me chame de louco, eu sou feliz

Não é certo, não é certo
Eu sou o único que nos vê brigar?
O que nós somos? Quem são eles?
Quem diz que aqueles bastardos não merecem pagar?
Bom, são os números, são os números, nós não temos nenhuma chance
Então enquanto eles estiverem por aqui você é apenas outra alma em uma cama
Não é justo, não é justo, não é justo, não é justo
Ainda assim eu sou o único que parece se importar.

quinta-feira, 25 de julho de 2013

A Época da Inocência, de Edith Wharton

Postado por Cínthia às 9:44 PM 2 comentários Links para esta postagem

Olá galera! Aqui vai mais um lançamento para vocês!

Uma "adaptação" do livro já lançado a muitos anos, e que também virou filme, A Época da Inocência é um romance do velho tempo de Nova York, e que pode inspirar muitas pessoas. E aí vai uma pequena sinopse.

No descompasso entre seus desígnios juvenis e as rígidas regras do Bom Gosto e do Bom-tom que balizam a velha Nova York no fim do século XIX, está o abastado advogado Newland Archer. Prestes a se casar com a inocente May Welland, ele conhece a prima de sua noiva, a condessa Olenska. Apaixonado por ela e exasperado pelas restrições do mundo a que pertence, Archer vagará em busca da verdadeira felicidade ao mesmo tempo que procura amadurecer, imerso nas tradições que se vê obrigado a seguir.

Da editora Companhia das Letras e foi lançado dia 22/07/2013.

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Duelo de Titãs

Postado por Luiz às 9:53 AM 1 comentários Links para esta postagem
Sinopse: Herman Boone é um treinador de futebol americano contratado para trabalhar em uma equipe universitária dividida entre brancos e negros e no meio d’eles, o racismo.
No começo, Boone sofre preconceito racial por parte dos demais treinadores e auxiliares da equipe e também dos jogadores brancos da equipe. Mas aos poucos, vai conquistando o respeito de todos e consegue fazer com que toda a equipe se dê bem e se entenda, acabando com o preconceito racial entre os jogadores.
Com o tempo, Boone se torna um exemplo para toda a equipe, jogadores e comissão técnica, e também para a pequena cidade em que vive com sua família.
Com uma equipe unida e o apoio da população e da maioria dos alunos da universidade que torcem pela equipe de futebol, ele tenta levar a equipe às finais do campeonato estadual.
OBS.: Mais um filme de superação, união, força de vontade e motivação.


Direção: Boaz Yakin
Gênero: Drama
Duração: 113 min.
Distribuição: Disney/Buena Vista


Trailer: 

domingo, 21 de julho de 2013

Mamma Mia! - Filme

Postado por Gabriela Aguiar às 8:51 PM 3 comentários Links para esta postagem
Mamma Mia! é um musical escrito por Catherine Johnson e dirigido por Phyllida Lloyd, baseado nas canções do grupo pop sueco ABBA, compostas por Benny Andersson e Björn Ulvaeus, ex-integrantes da banda. 
Mamma Mia! é uma das 20 canções do Abba que compõe a trilha sonora e embala o longa-metragem. Entre as músicas estão também Chiquitita, Dancing Queen, Take A Chance On Me, entre muitas outras. 

  • Sinopse:

  • No cenário de uma bela ilha grega, Donna (Meryl Streep) criou sua filha sozinha. Sophie nunca soube que é seu pai e agora, prestes a se casar com Sky, deseja muito que este misterioso homem participe da cerimônia e a entregue ao seu marido. A jovem de 20 anos encontra pistas dos possíveis candidatos num antigo diário de sua mãe. 

    Para fazer seu sonho se realizar, ela envia convites para a festa para os três homens que despertam sua curiosidade. Sam Carmichael (Pierce Brosnan), Bill Anderson (Stellan Skarsgård) e Harry Bright (Colin Firth), os possíveis pais, moram em lugares diferentes, mas acabam tentados a ir à festa na ilha grega, principalmente com a possibilidade de rever Donna. Enquanto isso, Sophie esconde da mãe o convite e tem certeza que vai reconhecer o verdadeiro pai somente ao olhar para ele. Quando todos se encontram, lembranças voltam e a mãe tem a chance de rever os homens por quem se apaixonou no passado. 

Trailer:


  • Direção: Phyllida Lloyd
  • Elenco: Pierce BrosnanMeryl StreepColin Firth
  • Nome Original: Mamma Mia!
  • Ano: 2008
  • Duração: 108 min
  • País: EUA/ING
  • Classificação: 10 anos
  • Gênero: Musical

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Lançamento do livro Alta Fidelidade, de Nick Hornby

Postado por Cínthia às 2:52 AM 7 comentários Links para esta postagem

Olá pessoal! Eu sou a Cínthia, e bom, esse é meu primeiro post(e espero que saia como o planejado, já que estou usando o App do blogger), e como já foi postado, vou escrever sobre lançamentos de livros.

Vamos ao que interessa. Alta Fidelidade é um romance desses engraçadinhos e descontraídos que fazem você querer ler só pelo pouco escrito na sinopse.

O livro conta a história de Rob, que se encontra perdido aos 35 anos. O rompimento de seu namoro fez com que ele repensasse várias coisas: sentimentos amorosos, amizades, profissão. Sua loja de discos está a beira da falência, e seus únicos  amigos são dois fanáticos por música que fogem de qualquer conversa adulta. Para ajudar a encarar as dificuldades, Rob recorre a musica, que o ajuda a ver que ele ainda tem ambições e que vale a pena reconquistar sua ex-namorada.

Alta Fidelidade tem data de lançamento para amanhã(19/07/2013) pela editora Companhia das Letras.

quarta-feira, 17 de julho de 2013

As Viagens de Gulliver (livro) - Jonathan Swift

Postado por Luiz às 12:50 PM 2 comentários Links para esta postagem
Sinopse: Lemuel Gulliver, um médico-cirurgião, fala ao leitor e explica que ele irá narrar suas experiências no mar. Ele relembra sua juventude, sua educação e seu casamento com a sra. Mary Burton, e suas razões para contar essas histórias. Na verdade, é apenas uma maneira de registrar suas lembranças, nada mais. Na sua primeira viagem, ele enfrentou uma terrível tempestade, que fez com que ele fosse lançado ao mar agarrado em um pedaço de madeira. Após uma noite inteira nadando, ele chega a uma ilha e adormece na praia. No dia seguinte, ao acordar, ele descobre que está preso ao chão por inúmeras cordas e vê centenas de homenzinhos minúsculos ao seu redor. Eles dizem que Gulliver está num país chamado Lilipute. Como eles jamais tinham visto um gigante como ele, concluíram que ele podia ser perigoso e o amarraram por precaução. Depois de muita conversa, Gulliver é libertado e conduzido até a capital, onde ele lentamente se adapta à vida naquele país, com inúmeras dificuldades quanto à alimentação e alojamento.

Meses mais tarde, Gulliver descobre que Lilipute está em guerra há muito tempo com um país vizinho chamado Blefuscu, por um motivo banal: em Lilipute quebram-se os ovos pela parte mais fina da casca, enquanto em Blefuscu os ovos são quebrados pela parte mais grossa. Um dia, quando Blefuscu ataca Lilipute, Gulliver captura os navios de Blefuscu e impede o ataque. Embora os liliputianos peçam a ele para destruir as forças de Blefuscu, Gulliver se nega e obriga os dois países a assinar um tratado de paz honroso para ambos, sendo condecorado pelo imperador de Lilipute por isso. Depois de alguns anos vivendo em Lilipute, Gulliver é obrigado a deixar o país, pois ele é informado que o governo está pensando em prendê-lo por traição, já que ele mantém boas relações com pessoas mal vistas na corte e com membros do governo blefuscuniano. Gulliver parte para Blefuscu, onde é bem recebido. Lá, ele constrói um barco e consegue retornar à Inglaterra.

Pouco tempo depois de reencontrar sua família, Gulliver parte em viagem novamente. Desta vez, seu navio naufraga e ele chega até a terra de Brobdingnag, que é o oposto de Lilipute. Lá, ele é o homenzinho, pois todos são gigantes para ele. Tendo uma visão microscópica da humanidade, Gulliver descobre a natureza grotesca das pessoas, tanto espiritualmente quanto fisicamente. Ele é capturado pelos gigantes e passa a viver em uma espécie de casa de bonecas de madeira, feita especialmente para ele. Embora ele seja amado por sua dona, Glumdalclitch, e seja apreciado pelo rei e pela rainha de Brobdingnag, a quem foi exibido durante sua viagem pelo reino, Gulliver sente falta de pessoas do seu próprio tamanho. Além disso, ele teme por sua vida, pois ele está exposto constantemente a perigos inesperados devido ao seu tamanho, como, por exemplo, ser confundido com um rato por um cachorro faminto. Enquanto ele planeja maneiras de escapar, um grande pássaro apanha inesperadamente sua casa e a leva nas patas por uma longa distância pelo mar, até que se cansa e a deixa cair na água. Gulliver flutua à deriva por dias até que é resgatado por um navio inglês. No início, ninguém acredita nele, embora ele fale sempre aos gritos para ser ouvido e tenha o hábito de olhar para cima ao falar com as pessoas. No entanto, depois de mostrar alguns objetos gigantescos que ele trouxe dentro da casa, eles passam a acreditar na sua história e ficam impressionados com suas aventuras.

Gulliver volta para sua casa e, alguns meses mais tarde, decide voltar a viajar, para grande irritação da sua família. Em alto mar, seu navio é capturado por piratas. Gulliver consegue escapar até uma terra desconhecida. Mal ele desembarca, é preso pelos cidadãos do país, que se chama Balnibari. Sem saber o que fazer com ele, decidem enviá-lo para a sede do governo, que fica numa estranha ilha voadora, chamada Laputa. Os laputanos governam seu mundo através da matemática e da ciência, mas não conseguem aplicá-las ao bem-estar das pessoas. Todos andam com roupas mal cortadas e costuradas, embora sejam formadas por figuras geométricas e musicais. Além disso, ficam tão concentrados em devaneios matemáticos que se esquecem de tudo o mais, tendo que ser acompanhados por criados com pequenos chocalhos, que são usados para bater levemente em seus patrões e lembrá-los de falar ou comer. Gulliver rapidamente se cansa desse povo e retorna para Balnibari. Ele visita a cidade de Lagado e sua Academia, onde cientistas pesquisam assuntos absurdos, como extrair raios de sol de pepinos ou produzir comida a partir de excrementos humanos. Ele também visita Glubbdubbdrib, onde os espíritos são regularmente consultados. Gulliver conversa com os fantasmas de figuras históricas, tais como Alexandre, o Grande e Júlio César, e descobre que suas vidas também tiveram uma grande dose de sofrimento e dificuldades. Por fim, ele visita a cidade de Luggnagg, onde vivem os Struldbruggs, uma raça de pessoas imortais. Conversando com eles, Gulliver descobre que a imortalidade não é tão desejável quanto parece, pois ela traz vários problemas, como a falta de memória, a mesquinharia e o tédio. Após tantas desilusões, Gulliver deixa Balnibari e retorna para casa.

Muito tempo depois, Gulliver parte para sua última viagem. Dessa vez, seus próprios companheiros de viagem se voltam contra ele, o agridem e o abandonam num bote em águas desconhecidas. Eventualmente, ele chega até terra, onde não vê nada além de pegadas de alguns humanos, vacas e muitos cavalos. Ele encontra os Houyhnhnms e os Yahoos. Os Houyhnhnms são idênticos a cavalos e são a raça governante daquela terra. Já os Yahoos se parecem muito com seres humanos, e, embora vivam como criados dos cavalos, são brutos, sujos, agressivos e perigosos.
Os Houyhnhnms vêem Gulliver como apenas outro pérfido Yahoo, até que um deles acha Gulliver diferente, o toma sob sua tutela e procura aprender sobre sua cultura. Este mestre cavalo se afeiçoa a Gulliver, tornando-se seu amigo. Gulliver, por sua vez, tenta aprender tudo o que pode sobre essa maravilhosa cultura. Ele começa a desprezar a raça humana e a admirar a cultura dos Houyhnhnm, que valoriza a razão e o respeito à verdade. No entanto, a Assembléia dos Houyhnhnm logo decide expulsar Gulliver do país, pois ele é muito parecido com um Yahoo para continuar a viver como um Houyhnhnm. Gulliver fica profundamente triste, mas ele respeita as leis e regulamentos do país e se conforma com a decisão. Com a ajuda do seu mestre, ele constrói um barco e retorna à Inglaterra, depois de viver quatro anos com os Houyhnhnms.

Sua família já o tinha dado como morto e fica chocada ao vê-lo. Gulliver tinha adquirido os modos de um cavalo e acha todos os seres humanos detestáveis, especialmente sua família. O tempo que ele passou com os Houyhnhnms alterou sua perspectiva da sociedade para sempre, fazendo sua vida infeliz na Europa. Ele eventualmente se acostuma novamente à vida na Inglaterra, mas compra dois cavalos para mantê-los como companhia. Ele fala com eles quatro horas por dia daí em diante, e escreve sobre suas experiências e explorações pelo mundo.

Opinião: Sinceramente achei um livro chato. Nunca assisti o filme exatamente por ter achado o livro chato. Muitos me disseram que eu deveria dar uma chance ao filme, pois dizem ser melhor que o livro.
Eu achei chato pois achei repetitivo. Nos quatro lugares que ele visita ele passa por quase as mesmas situações, então acaba sendo muito parecido os quatro capítulos, só o que muda são os locais e as características dos habitantes.
Mas de qualquer forma quem quiser ler vale a pena pelo fato do livro ter sido escrito no século XVIII e o autor fazer várias críticas à sociedade e aos ideais da época através das viagens do protagonista.

domingo, 14 de julho de 2013

I'll Stand By You - Glee (Cory Monteith)

Postado por Gabriela Aguiar às 6:37 PM 1 comentários Links para esta postagem
Hoje acordei e me deparei com uma notícia extremamente triste: Cory Monteith foi encontrado morto. Não consegui acreditar quando li, e até agora não consigo. Sou Gleek e acompanho a série desde sempre, lembro até hoje quando comecei a assistir, tão inocente, tão nova, e já passei por tanta coisa, tanta coisa mudou, mas toda semana ficava a espera dos meus episódios de Glee, porque eu sabia que o Cory, com seu talento incrível faria com que eu me sentisse melhor, rindo de suas palhaçadas, odiando seu personagem, cantando junto (o pouco de rock que ouço, foi graças a ele) e tudo mais. Estou chocada ainda e nem consigo imaginar como a família, os amigos e a Lea devem estar se sentindo agora...Ele era tão novo, tinha tanto pela frente ainda. ='/
Sei que isso parece muito clichê, mas passei o dia todo me sentindo mal por isso, e tive que desabafar aqui, não tinha perdido de fato um ídolo, uma pessoa que eu acompanhava e tudo mais.
Fiquem com um vídeo de uma de suas apresentações em Glee.
Beijos, boa semana, Gabi.
I'll Stand By You



quarta-feira, 10 de julho de 2013

Desafiando Gigantes

Postado por Luiz às 9:11 PM 2 comentários Links para esta postagem
Sinopse: O filme conta a história de Grant Taylor, um treinador de futebol americano de um colégio de ensino médio. Após várias temporadas ruins e sem nenhum título, o colégio decide trocá-lo por outro treinador. Além deste problema, Taylor também enfrenta problemas com seu carro que está ruim, com sua casa, e com o fato de ser impotente e não poder ter um filho com sua esposa que é o maior sonho do casal.
A fim de encontrar uma solução para seus problemas, Taylor pede ajuda à Deus.
Taylor cria uma filosofia de louvar a Deus ao fim de cada jogo independente do resultado. Paralelamente, ele orienta no dia a dia dos treinamentos que seus jogadores deem o máximo de si nos jogos e se superem a cada dia, não só nos treinos, mas também nos seus desafios diários como no colégio, na convivência familiar, com os amigos.
Com o tempo, a equipe toda adere a filosofia do treinador e a partir de então a equipe perde apenas um jogo, e chega às finais do campeonato estadual.
Obs.: Um ótimo filme de superação e de fé. Não só fé religiosa, mas em uma filosofia de vida. Um filme que mostra união, superação e disciplina, um excelente filme motivacional.


Direção: Alex Kendrick
Gênero: Drama
Duração: 111 min.
Distribuição: Sony Pictures

Trailer:
                                       

terça-feira, 9 de julho de 2013

Enfim Shakespeare escreve um diário

Postado por Enfim Shakespeare às 11:38 PM 2 comentários Links para esta postagem

Férias da faculdade...

Estou na situação, estou de férias, mas não estou. Deixa eu explicar melhor, estou de recesso da faculdade, porém estou trabalhando e semana passada foi minha primeira semana como CLT nessa empresa na qual eu estava como estagiaria \o/. Enfim o que acontece é que surge as horas extras!! E depois iniciei a academia, pois tenho bursite e estou sedentária com 19 anos, isso pode?? Não deveria, mas pode! Enfim meu corpo ainda não está todo dolorido. Mas o que mudou muito foi o fato da minha mãe ter me largado por duas semanas, ou melhor isso começou domingo dia 7/07/2013 e eu nem sei como vou me virar sem a mãe kk que horror, mas isso é a primeira vez, mas ai tem o pai pra aliviar, tinha néh!! Ele chegou hoje dizendo que semana que vem ele também vai me deixar... E isso vai ser a minha primeira experiência em viver sem mãe nem pai só que não é a minha casa!!

Resumindo eu também quero férias e ficar em um Hotel no qual não precise fazer nada, é pedir muito?? Sim para mim é!! Sem mais vou falar do meu relacionamento que quase chegou ao fim alguns dias atrás, mas graças ao Amor ♥ isso não aconteceu e conseguimos resolver o que estava nos incomodando!! Estou bem mais feliz e motivada com o meu relacionamento \o/ E o melhor é que o ciumes diminui muito em ambas as partes, mas ainda estou de olho!!

Resumi minha vida, bom não posso começar a falar de todos os meus problemas, pensando bem se fosse pra falar daria um livro, mas eu não pagaria para ler sobre os problemas dos outros principalmente aqueles que a solução está além do que possamos fazer, por isso amo livros é um mundo em que podemos dar solução a coisas impossíveis de solucionar.

Fiquem bem,

Cassia *-*

domingo, 7 de julho de 2013

Estréia: Skins - Fire

Postado por Gabriela Aguiar às 9:28 AM 5 comentários Links para esta postagem
Sinopse:

Effy (Kaya Scodelario) tem um beco sem saída como recepcionista do London Hedge Fund. Mas, como ela se depara com informações financeiras fundamentalmente relativas a um negócio problemático e embarca em um caso com seu patrão rico, ela descobre que ela tem abocanhado mais do que ela pode mastigar. Sua colega de quarto de Naomi (Lily Loveless) tenta parar Effy de arruinar sua vida, mas Effy não pode ser alcançada, até que uma tragédia acontece.

Trailer:





quarta-feira, 3 de julho de 2013

Coleção Para Gostar de Ler (crônicas)

Postado por Luiz às 9:49 PM 5 comentários Links para esta postagem
Para quem gosta de ler crônicas este é um livro excelente. Ou melhor, esta coleção é excelente. A Coleção Para Gostar de Ler é uma coleção de livros de diversos gêneros com mais de 21 volumes, tendo entre estes volumes 7 destinados à crônicas de diversos autores. Cada livro tem várias crônicas de autores distintos como Carlos Drummond de Andrade, Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos e Rubem Braga. São histórias divertidas e engraçadas que falam de confusões, desentendimentos e pequenas complicações que fazem parte do dia a dia de qualquer pessoa. Sempre com muito humor o que as deixam gostosas de ler e por muitas vezes até inspiradoras por se tratarem de dificuldades do nosso cotidiano.

terça-feira, 2 de julho de 2013

Inspire-se Tattoos

Postado por Enfim Shakespeare às 10:00 AM 10 comentários Links para esta postagem
É a primeira vez que falo sobre Tattoos, mas no fundo sempre quis fazer uma e as imagens abaixo refletem um significado pra mim  que a Liberdade, Liberdade de se expressar através da música, Liberdade de nascer de novo como a Fênix e Liberdade de Voar, sair e enfrentar o mundo. Por isso eu faria uma Tatuagem para dizer que eu sou livre tanto para fazer uma quanto para viver minha vida.








segunda-feira, 1 de julho de 2013

Só Gosto do Cara Errado - (Freud Me tira Dessa! Tenn) - Laura Conrado

Postado por Enfim Shakespeare às 12:30 AM 7 comentários Links para esta postagem

Opinião:

Conheci a Laura Conrado no evento de livros VAP- Virando a Página e não resisti e comprei a versão teen e a para jovens adultos o primeiro livros das séries Freud e tira dessa! A versã Teen nos traz a estória de Preiscila uma garota que aos 14 anos está muito preoculpada e m não ficar solteira e acaba se relacionando com garotos errados que não buscam nada além de curtir com ela.

Em meios as mágoas desses romances impossíveis ela vive apenas com a mãe e em pé de guerra com o pai que já tem outra familia e isso a magoa mais doq ue ela pensa, mas somente quando ela começa a ter tiques nervosos é que ela vai procurar a ajuda de uma psicologa e faz o apelo Freud me tira dessa!

A narrativa é leve e extrovertida, me identifiquei muito com a Priscila, ela sempre faz tudo para o cara errado e eu sempre fi asssim, claro que ela começa a melhorar e vou pensar em seguir algumas das dicas do livros, não é porque não tenho 14 anos que as vezes não tome algumas atitudes que uma garota dessa idade tomaria, eu sempre gostei de livros juvenis e vou emprestar pra minha irmã pra ver se ela não cai nessa do cara errado. Enfim ótimo livro e a Laura é uma fofa, amei conhecer ela e sua obra. 

Sinopse:

O bem-sucedido livro Freud, me tira dessa! Agora aborda, com o mesmo bom humor, o universo adolescente. Ela sonhava em encontrar um príncipe, mas só achava sapos. E aí, Freud, dá para tirá-la dessa? Priscila é uma garota que tem tudo para estar com alguém legal, mas perde tempo com os caras errados. De nada adianta acordar cedo para fazer escova no cabelo, mostrar-se divertida, não alterar o tom da voz e armar mil estratégias com as amigas para se aproximar dos caras, eles simplesmente não dão a mínima para ela. No divã, Pri descobre que talvez não sejam os caras os errados, mas ela mesma. Começa então um processo de mudança na forma de encarar a própria vida, livre de mágoas e de esperas fantasiosas.
 

Eu li e Comentei Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos