segunda-feira, 13 de maio de 2013

Cinquenta Tons de Cinza - E. L. James

Postado por Enfim Shakespeare às 12:30 AM

Opinião:

Eu estava receosa de ler Cinquenta Tons, não pelo gênero erótico, pois não é o primeiro livro do tema que leio, mas pelo fato de ter muitas criticas e também muitos elogios, então esperei que a febre fosse amenizada e resolvi me entregar a leitura.

No caso da referência entre cinquenta tons e crepúsculo, posso afirmar que existe sim uma semelhança, mas que é inicial e não permanente, pois se fomos observar vários romances o homem "sempre" faz o papel de super protetor  e é o que observamos em Cristhian GAY rsrsr Grey, desculpe-me a piada, mas tem uma parte do livro que a Anastácia faz essa pergunta para ele e eu não consigo conter o sorriso.

Falando em sorriso... o livro apesar de ter um tema diferente é bem humorado e em vários momentos me pego sorrindo com Grey e Ana, eles fazem um casal perfeito, exceto quando estão no estado submissa e dominador e são essas as cenas mais fortes, mas não são as mais intensas na minha opinião.

Grey é um tremendo cavaleiro, mas tem uma estória sofrida que poucos sabem e isso irrita Ana, pois por causa de sua estória ele não pode ser tocado. E me colocando no lugar dela eu também ficaria frustrada, pois ele muda muito de humor, na verdade os dois são bem bipolar.

Me identifico com a Ana em certos momentos, as vezes também quero meu namorado só pra mim de uma maneira possessiva, mas Anna usa excessivamente palavrões e isso me incomoda e deixa a leitura desagradável. No final o que me atraiu no livro foi a parte romântica da conquista e dos sacrifícios mútuos, prefiro esquecer as partes fortes e até angustiante, pois não me atraíram.

Para finalizar posso afirmar que é uma leitura agradável em alguns momentos e perturbadoras em outros, me senti um pouco constrangida de estar lendo algumas páginas em lugares públicos. A escritora foi muito esperta em ter dosado os momentos, sendo assim cenas mais pesadas e cenas mais leves foram divididas o que na minha opinião foi o que tornou o livro um sucesso.

7 comentários:

Maria Carolina Araujo on 13 de maio de 2013 13:02 disse...

Eu, sinceramente, achei o livro SUPER cansativo.
Exagerado em muitas partes e sem muita história, porque TUDO é eles dois e quase nada de fora sabe?
Enfim, não foi o pior livro do mundo, mas também está longe de ser um dos meus preferidos.

miragem-real.blogspot.com.br

Jhessy on 13 de maio de 2013 16:53 disse...

Eu juro que tentei ler mas para mim é ridiculo, bosal e tudo de ruim, p/ mim ela é burra, insegura e nenhuma mulher na vida real se parece com " não é possivel" já ele p/ mim é um cachorro.. Por isso e pelas partes ridiculas de herotismo desistir srsr..

Bruna on 13 de maio de 2013 19:39 disse...

Olá
Depois de ver tantas resenha negativas eu desisti de tentar ler...
Mas gostei da sua resenha.
Beijos

cocacolaecupcake.blogspot.com.br

Ricardo Biazotto on 14 de maio de 2013 00:05 disse...

Não tenho interesse em ler Cinquenta Tons de Cinza, mas achei interessante seus comentários, que em alguns casos foram totalmente diferentes dos que li até então. Não sei se você concorda, mas ao menos pra mim, que ainda não li, não vejo necessidade de três livros :x Mas vendeu, então o que custa escrever mais né?
Pena que você não gostou do livro totalmente :/

Beijos
Ricardo - www.blogovershock.com.br

Sandra on 14 de maio de 2013 15:46 disse...

Muito bom essa resenha que você fez..muito bem elaborada.Sucessos!!

Denise (@dnisin) on 15 de maio de 2013 12:18 disse...

Eu troquei este livro tem umas duas semanas, mas estou enrolada com a faculdade e outras leituras, por isso ainda não parei para lê-lo. A curiosidade ta imensa, só que não sei como vou lidar com a linguagem usada no livro, se como você, vou me sentir constrangida. Sua resenha esclareceu muitos pontos pra mim.

Bjs, @dnisin
www.seja-cult.com

Dani R. Casquet on 20 de maio de 2013 22:52 disse...

Amigos eu gostei muito da série 50 tons, realmente teve muitas pessoas que acharam ruim, péssimo, de mal gosto e blá blá blá, mas cada livro tem que ser lido sem medo, realmente ele tem uma semelhança com crepúsculo pois a própria autora se inspirou por ser fã da saga, enfim eu li e gostei muito, e dai que ele é rico e ela é burra, ta cheio de gente ai pior não acha kkkkkk
Achei que autora mandou bem na escrita e nos detalhes, tem pessoas que não podem ler esse tipo de livro.
Adorei sua resenha, como sempre parabéns!!!

Bjs
Dani Casquet
livrosajaneladaimaginacao.blogspot.com

Postar um comentário

Obrigada pela visita.

Sempre retribuo os comentários *-*

 

Eu li e Comentei Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos