quarta-feira, 17 de abril de 2013

As mil e uma noites - Conto Clássico

Postado por Luiz às 8:15 PM
                                                Livro adaptado por Paulo Sérgio Vasconcellos
Sinopse: Xariar, rei Persa, pertencente à dinastia dos Sassânidas descobre que sua mulher é infiel e dorme com um escravo toda vez que ele viaja. Decepcionado e furioso, Xariar mata a mulher e o escravo, e convencendo-se de que nenhuma mulher do mundo é confiável e fiel. A partir de então, começa a dormir com uma mulher cada noite, mandando matá-la na manhã do dia seguinte, assim não teria como ele ser traído nunca mais.
Decorreram-se três anos, os quais o rei dormiu e mandou matar diversas mulheres, trazidas por vizir do reino (um tipo de primeiro ministro). Um dia, quando quase não havia mais mulheres virgens no reino, uma das filhas do vizir, Xerazade, se dispôs, contra a vontade do pai, a ser a noiva do rei. Xerazade sabia o que acontecia com as noivas do rei, porém ela tinha um plano, uma estratégia para escapar do triste fim que todas as outras mulheres tiveram. Após muita insistência, o vizir do reino, deixa que sua filha se case com Xariar. Antes de ir Xerazade diz à irmã, Duniazade, que quando for chamada ao palácio do rei, peça-lhe para contar uma história.
Ao chegar à presença do rei, Xerazade pede que sua irmã a visite para se despedir. Xariar permite e Duniazade vai ao palácio visitar sua irmã e acaba por se instalar dentro da câmara nupcial.
Após o rei se casar oficialmente com Xerazade, Duniazade pede para a irmã lhe contar uma história para passar o tempo. Xerazade então pede ao rei permissão para contar uma história à irmã. Com sua permissão, Xerazade começa a contar a história do “Mercador e do Gênio”, mas ao amanhecer Xerazade diz que só continuará a história na noite seguinte. Xariar curioso com o final da história ordena que poupem Xerazade pelo menos até saber o final da história. Assim Xerazade consegue estrategicamente enrolar o rei e se manter viva contando diversas histórias dos mais variados gêneros. Após não ter mais histórias para contar, Xerazade pede ao rei que lhe poupe e que não a mate. O rei então resolve poupa-la por amor aos três filhos que havia tido com ela e por ter se convencido da lealdade de sua mulher. Consagrando Xerazade como rainha definitiva de seu reino.

Opinião: Apesar de ser uma história muito conhecida, é um conto clássico e muito legal. Principalmente para passar o tempo, pois o livro tem várias histórias legais, divertidas que entretêm bastante. Histórias de diferentes gêneros, que vão do fantástico/fantasioso até o religioso, heróico e até o erótico. Por ser um livro antigo, e um clássico da literatura mundial há publicações de várias editoras diferentes e de vários autores diferentes.

Principais histórias: O Mercador e o Efreet, O Pescador e o Marid, A História de Mobarak, Aladim e a Lâmpada Maravilhosa, A Aventura de Judar, Almaz - O Príncipe Brilhante, As Botas de Karam, Ali Babá e os Quarenta Ladrões, Aventura nos Sete Mares, História do Mercador e do Gênio, O Príncipe Narigudo, Omar e Yasmin, O Príncipe do Oriente, Simbad - O Marujo.

2 comentários:

Thais K. on 18 de abril de 2013 08:49 disse...

Olá Luiz,
fiquei contente em ver a resenha aqui no blog de as mil e uma noites, eu tenho o livro e gosto muito!

beijos
Submersa de Palavras

Jhessy on 18 de abril de 2013 10:02 disse...

Amei. Quero, quero, quero muito interessante!

Postar um comentário

Obrigada pela visita.

Sempre retribuo os comentários *-*

 

Eu li e Comentei Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos